A Nova Era e seus desafios

A NOVA ERA OU "NEW AGE"


1 - A "Nova Era" ou "New Age" é um movimento iniciado por uma mística norte-americana, chamada Helena Petrovna, ligada ao Budismo. Não tem uma estrutura firme, sistematicamente elaborada dentro de princípios rígidos. Segue a linha esotérica, portanto reencarnacionista.

2 - Fundamenta-se a "Nova Era" nos ciclos do Zodíaco, com a toda a sua crença de fundo astrológico. Seu raciocínio é simplista, pois para os seus adeptos, por exemplo, o milênio que terminou é o do signo de "Peixes". E peixe é símbolo do Cristianismo, segundo eles, mas com interpretação equivocada ou maliciosa,  sem a devida verificação histórica. Logo, o Cristianismo está no fim, morrendo. E, superado, deve ceder lugar a outra realidade, mais dinâmica e objetiva, ou seja, à "Nova Era", que será uma era de paz, de igualdade, de liberdade.

3 - O ciclo de "Aquarius" substituirá então, segundo a "Nova Era", o signo de "Peixes", com suas características próprias. Segundo os esotéricos, será uma era próspera, de unificação e de eliminação também de tudo que possa constituir obstáculo à sua realização, como a Igreja, por exemplo.

4 - Dentro do prisma da "Nova Era" está a uniformização, principalmente a do sistema econômico, com toda uma super-estrutura, a fim de operar no inconsciente das pessoas, convertendo-as aos seus objetivos e ideais, aqui verdadeiros e insubstituíveis. As "leis" da globalização, como percebemos em nossos dias, está inserida nesse processo.

5 - Pregam seus adeptos uma liberação da moral, principalmente a familiar e sexual, com o objetivo claro de destruir a família, barreira, segundo eles, contra a liberdade. Nesta mesma ótica é colocada a Igreja. Muitas vezes, porém, essa intenção da "Nova Era" é camuflada, silenciosa, escondida, para não causar alarme nem chamar atenção. Trata-se de tática, para se obter um resultado mais satisfatório.

6 - O movimento é recente e, por isso, ainda muito desconhecido, como sempre acontece com movimentos do mesmo tipo às vésperas de fim de século ou de milênio. Mas a história, como sabemos, tem uma dinâmica própria, e seu curso, normal, se dá por acontecimentos, com sentido universal, não se construindo, pois, por idéias, principalmente fechadas e esotéricas.

7 - Por revelar desejos generalizados, quase sempre sadios, como de união, paz universal, valorização da subjetividade, respeito pelos direitos e liberdade individual, veneração pela ecologia etc., a "Nova Era" pode cativar a muitos, principalmente os jovens, sem deixar de ser um movimento pernicioso.

Notas:

a) Não devemos deixar os "mananciais da salvação" (Cf. Is 12,3), para bebermos nos "córregos poluídos", infestados sempre mais pelas doutrinas dos homens. Não busquemos novidades, pois o novo para nós será sempre o Evangelho.

b) A "Nova Era" vem ser um desafio sobretudo para nós, cristãos, alertando-nos - quem sabe ?- para uma vivência mais autêntica do Evangelho. Aqui ela tem o seu ponto positivo.

c) A "Nova Era" não é uma religião, mas apresenta propostas de vida religiosa. Não é um movimento filosófico, mas tenta dar respostas filosóficas a questões existenciais. Não é uma ciência, mas busca alicerçar-se em leis científicas ou pseudocientíficas.

ALGUNS SÍMBOLOS DA "NOVA ERA"

8 - Por saber que a pessoa humana vive no mundo da simbologia, a "Nova Era" também criou ou adotou símbolos, muitos dos quais já existentes nas civilizações antigas e no Cristianismo, dando-lhes, porém, um sentido inverso, mundano, e não poucas vezes, ridículo. Vejamos:

O ARCO-ÍRIS

Na Bíblia, o Arco-Íris representa a Aliança de Deus com o seu povo, em dimensão universal, abarcando os extremos da Terra. Na "Nova Era", significa que o homem deve unir a sua mente ao cosmos, até atingir "Xambalá", também conhecido como "Reino de Lúcifer", isto é, a luz (!).

CRUZ COM LAÇO

Na mitologia grega, é o símbolo de Vênus, a deusa do amor. Na "Nova Era", simboliza o desprezo pela virgindade. Como no paganismo antigo, dá-se também incentivo às orgias e promiscuidade.

BORBOLETA

Na cultura greco-romana, por sair do casulo, ao nascer, a borboleta é símbolo da alma imortal, que deixa o corpo, libertando-se dele. Na "Nova Era", significa o homem que deixa as trevas de "Peixes" para atingir as luzes de "Aquarius". Simboliza também a liberdade sexual, principalmente a homossexualidade.

ÔMEGA

Última letra do alfabeto grego. No Cristianismo, símbolo de Cristo, e fim de todas as coisas. Na "Nova Era", simboliza o fim do casamento, pois o ser humano não deve pertencer a nenhuma família, mas buscar sempre outros parceiros.

POMBA

No Cristianismo, símbolo da paz e do Espírito Santo. Na "Nova Era", simboliza a paz, à qual tendem os aquarianos, na esperança de que as águas de "Peixes" sequem, para dar lugar às águas da "Nova Era". É uma paz que, segundo os adeptos da "Nova Era", bane as guerras, ideologias, exigências sociais, econômicas e sociais (!)

CRUZ DE NERO 

É a cruz de cabeça para baixo, ou o chamado "pé-de-galinha". Na Idade Média, forças satânicas. Na "Nova Era", paz mais definitiva (e sem Cristo), uma vez que o ciclo de "Aquárius" suplanta o de "Peixes", segundo seus adeptos. A cruz de "cabeça para baixo" quer mostrar a inutilidade da cruz de Cristo e sua superação definitiva. É uma cruz às avessas, poderíamos dizer.

ESTRELA COM CINCO PONTAS

As duas pontas para cima representam o reino de Lúcifer, as de ponta para baixo representam o homem, como deus na Terra. Vê-se este símbolo em camisetas ou medalhões, usados por muitos cantores.

FITA ENTRELAÇADA

Representa a união infinita de todas as forças, cósmicas e humanas, numa perfeita globalização. Fala-se de união universal: da política, da economia, da religião, da saúde, da cultura e dos demais fatores sociais.

YNG-YANG

Figura originária do Taoísmo. Simboliza o equilíbrio das forças cósmicas, positivas e negativas. Para a "Nova Era", significa que o bem não vive sem o mal, e vice-versa (!). A ciência da acupuntura afirma que o corpo humano é cheio de feixes de energia. As agulhas, fazendo "ligações", fariam os "milagres". Assim, o Yng-Yang pode querer simbolizar a medicina alternativa do futuro.

O UNICÓRNIO

Na antiguidade, símbolo medicinal, como das farmácias. Em outras culturas, tornou-se depois símbolo da pureza, sendo que, em algumas regiões, até o próprio Cristo já foi simbolizado pelo Unicórnio. Na "Nova Era" é símbolo da liberdade sexual, sem limites. Aqui estão presentes: o homossexualismo (tanto masculino, como feminino), o adultério, a libertinagem, o sexo grupal etc.. Alguns movimentos feministas costumam usar o Unicórnio como símbolo.

O NÚMERO 666

É o número do Anticristo, como se vê no Apocalipse. Para a "Nova Era", esse número tem qualidades sagradas e deve ser usado como mantra, a fim de acelerar o seu advento.

URANO

Segundo os defensores da "Nova Era", na Era de Aquário o novo mundo será puramente holístico, totalmente livre de exigências morais e regido pelo planeta Urano. Como tal, simboliza a harmonia cósmica e universal.



Como se vê, na "Nova Era" não há nada de novo. Ela apenas repete os erros de todos aqueles que procuraram ou ainda procuram viver uma vida prescindindo de Deus. Nós, cristãos, estamos, porém, noutro horizonte, e podemos dizer: a nossa verdadeira "era" sempre será a de Cristo - ontem, hoje e por toda a eternidade (Cf. Hb 13,8).

João de Araújo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Este site é um pequeno serviço à formação litúrgica de comunidades cristãs.
Seu autor pode esclarecer pequenas dúvidas sobre a Liturgia.
Sinta-se à vontade para entrar em Contato.
João de Araújo - A Nova Era e seus desafios